Green Friday Oriba: pelo Pantanal vivo.


Pantanal, relatório green friday

Conseguimos ajudar a levantar uma nova brigada de incêndio no Pantanal. 

Antes mesmo da Oriba nascer, o propósito de andar na contramão do capitalismo como conhecemos permeia o nosso negócio. O que nos move é seguir o que acreditamos como a solução para os impactos negativos causados pela indústria do varejo até agora. Entre tantas práticas - errôneas ao nosso ver - a Black Friday é o maior exemplo de estímulo ao consumo desenfreado. Por isso, mesmo num ano de crise generalizada por conta da pandemia do Coronavírus, seguimos contrários a esse modelo de indução à compulsão por compras. Os nossos produtos possuem valores que acreditamos ser justos, tanto para quem produz, quanto para quem compra. Por isso, nunca reduzimos os preços das nossas roupas na data. Mesmo assim, sabemos que as pessoas desejam comprar - e elas compram, independente do custo. 
Foi por isso que decidimos seguir por outro caminho neste ano: continuamos a não reduzir os preços, mas aproveitamos o momento para, mais uma vez, trazer a reflexão sobre a importância de repensar o próprio consumo. Acreditamos ter sido um bom momento para virar o jogo: oferecer nossos produtos já produzidos de forma responsável, sem reduzir o valor e ainda abrir mão do lucro e olhar para algo que merece muito mais a nossa atenção do que as ofertas sedutoras que surgem por todos os cantos na Black Friday - como os incêndios assustadores sofridos pelo Pantanal naquele período. Foi dessa forma que criamos a nossa Green Friday.

O que aconteceu no Pantanal foi o resultado de uma ação ultrapassada que é fruto do modelo de capital como vivemos até hoje. É um símbolo do regresso.

Em novembro, mais de 4 milhões de hectares haviam sido devastados. Como consequência, o cenário era composto por árvores milenares transformadas em cinzas e animais carbonizados. Os impactos não acabavam ali: aldeias indígenas e outras populações pantaneiras, sufocadas pela fumaça e sem grandes chances na briga contra o fogo, precisaram deixar para trás suas casas e precisando prestar socorro uns aos outros, além de socorrer, também, os animais que conseguiram escapar com vida. 
Para seguirmos na missão de fazer algo pelo Pantanal, entramos em contato com quem está trabalhando incansavelmente para cuidar do bioma. A SOS Pantanal foi a instituição escolhida. Pensando num cenário futuro, a instituição está determinada a conter possíveis novos incêndios através da criação de brigadas rurais voluntárias por todo o bioma. Para alcançar esse objetivo e realizar ações coordenadas em conjunto ao corpo de bombeiros, a SOS Pantanal investe em treinamentos e equipamentos para os brigadistas, promovendo agilidade e eficácia com segurança aos que se voluntariam na nobre missão de preservar a floresta. Há também o objetivo de plantar mudas nativas em áreas consumidas pelo fogo, trabalho já iniciado na região indígena da etnia Terena. 
No dia 27 de novembro, a nossa Green Friday ganhou a adesão de muita gente que acredita em nosso propósito. Graças a esse movimento, aquela sexta-feira fez a diferença para a floresta: todo o lucro do dia foi doado à SOS Pantanal. 
 🐆🌳🐊
Mesmo que as notícias do momento não estejam voltadas aos prejuízos sofridos pelo Pantanal, a instituição segue trabalhando e necessitando de doações. Para saber como doar e conhecer melhor a SOS Pantanal, acesse https://linktr.ee/SOSPantanal.

Deixe um comentário


Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados



Sale

Unavailable

Sold Out